quarta-feira, 16 de março de 2011

Liga Futsal 2011 - torcer por alguém?

"Qual é a lógica do sistema" - Armas Químicas e Poemas (Engenheiros do Hawaii)

Nessa segunda-feira, 14 de Março, aconteceu o primeiro jogo da Liga Futsal 2011, a primeira sem a multi-campeã Malwee. O jogo foi logo entre Joinville e Santos. Joinville, um dos maiores rivais da Malwee, e o Santos, clube que adquiriu a grande maioria do elenco jaraguaense. Daí entra a questão que quero discutir aqui: Torcer para o Santos?

Muitos jaraguaenses, ou torcedores da Malwee estão torcendo pelo Santos pelo fato de nele estarem jogando a maioria do ex-time da Malwee. Mas não, não torcerei para o Santos. Isso não pelo fato de o Santos ter comprado praticamente todo o time da Malwee, muito menos por pensar que o Santos teve alguma influência na dissolução da Malwee, o que tenho plena noção de que não teve. Não vou torcer pelo Santos pelo simples fato de não querer que o time de lá seja campeão. Para que Falcão e companhia, sejam campeões apenas pela Malwee. Para que a história feita em Jaraguá não seja encoberta  pela grande mídia, que já enaltecia o Santos antes mesmo dele começar a jogar. Sei e concordo que tal atitude minha é extremamente egoísta e sem razão. Mas é coisa de torcedor. Torço para a Malwee e não para o Santos. Além do mais, me vejo no direito de querer que toda vez em que se fale de Falcão, Ferreti, entre outros, se lembre da Malwee e não do Santos.
Nessa liga, não vou torcer para ninguém. Nem para o Santos, nem para o JEC, nem para o Carlos Barbosa, nem para o Corinthians. Ficarei contente se algum time de menos expressão mas que nos últimos anos vêm realizando campanhas exemplares, como o Minas ou o Marechal Rondon, ganhasse.


Sobre a mídia:
Certa vez, Marcelo Rodrigues, comentarista de futsal do Sportv, comentou em seu Blog que com a entrada de clubes grandes como Corinthians e Santos, "traria maior visibilidade ao futsal", o que não deixa de ser verdade. Mas o questionamento a ser feito é até que ponto vai essa visibilidade, uma vez que, a entrada de clubes grandes pode acabar com a esperança de títulos de clubes do interior, que veem no futsal uma forma de se firmarem esportivamente, já que no futebol de campo padecem de craques e dinheiro para o investimento necessário. Além da perguntar se essa visibilidade e valorização vai realmente acontecer, uma vez que para estes clubes, o futsal será sempre segundo plano. Não que eu espere que o futsal algum dia ultrapasse o futebol em importância no Brasil. Mas só coloco que acredito na importancia do futsal para os clubes pequenos.

3 comentários:

  1. eu costumo torcer, nesse caso, pelo time que apresentar o melhor jogo. corinthians e santos tem tudo para. sem contar o tradicional carlos barbosa. eu acho que o futsal não tem a atenção e o dinheiro do futebol, por isso acredito nesse nasce e morre dos times de futsal como algo inevitável. são bancados por empresas. a hora que a emprsa desiste, já era. foi assim conosco, né?

    abraços.

    ResponderExcluir
  2. Kevin Mueller Valle19 de março de 2011 19:03

    Cara, sobre torcer por algum time minha opinião é diferente, mas sobre times de futebol na liga futsal, penso também que o futsal deveria se desvincular do futebol, pelo mesmo motivo que você escreveu, os times grandes de futebol sempre tratarão o futsal como segundo plano. E a Globo poderia dar apoio para a liga futsal assim como da para o NBB, transmitindo os resultados no GE, e passando a final ao vivo no EE.

    ResponderExcluir
  3. eu lembro, sim, daquele gol do wellinton no couto pereira, haha.

    abraços

    ResponderExcluir